Menina a caminho e outros textos PDF ✓ caminho e

Menina a caminho e outros textos Não é tão brilhante como o Lavoura arcaica mas mantém a mesma escrita prodigiosa de Raduan O ue dizer uando nos faltam as palavras? Goze a fantasia de se sentir embalado pelo mundo Decididamente Raduan Nassar não é para mim Só gostei de um conto Hoje de Madrugada Os restantes não têm ponta por onde se pegue Os contos ue compõem este livro não almejam contar uma história épica mas sim falar nos de pessoas normais e das suas memórias preocupações e percalços do dia a dia de uma forma uase poéticaOpinião completa no blogue Esta foi minha primeira experiência com a escrita de Raduan Nassar e acho ue posso sintetizar minhas impressões iniciais nos seguintes termos eu gostei da forma mas não do conteúdo Se você uiser ler um livro de Raduan Nassar leia Lavoura Arcaica Se uiser ler dois leia também Um Copo de Cólera Por último leia Menina a Caminho e Outros Textos Desses foi o ue menos agradou A estilística encontrada em Lavoura Arcaica é parcamente encontrada em suas outras obras apesar de haver principalmente em Um Copo de Cólera certa pujança na análise de uestões existenciais e acerca do maniueísmo das escolhas morais De ualuer forma todos são recomendáveis Este da resenha lê se em pouuíssimo tempo Então corra lá ; Olha eu tenho pouca experiencia com literatura brasileira mas baseado nas ue já tive diria ue o Raduan Nassar é um dos monstros indiscutíveis a prosa dele é muito característica e maravilhosa e bonita e reflexiva os temas abordados também não dá pra não lê lo Normalmente ele pega algum fato ou circunstância 'taca' auela prosa exuberante e pronto temos um texto sensacional é assim em lavoura arcaica e um copo de cólera só ue nesse livreto ele nos mostra ue consegue ser foda escrevendo com simplicidade também Olha isso Nesta sala atulhada de mesas máuinas e papéis onde invejáveis escreventes dividiram entre si o bom senso do mundo aplicando se em idéias claras apesar do ruído e do mormaço seguros ao se pronunciarem sobre problemas ue afligem o homem moderno espécie da ual você milenarmente cansado talvez se sinta um tanto excluído largue tudo de repente sob os olhares à sua volta componha uma cara de louco uieto e perigoso faça os gestos mais calmos uanto os tais escribas mais severos dê um largo ciao ao trabalho do dia assim como uem se despede da vida e surpreenda pouco mais tarde com sua presença em hora tão insólita os ue estiveram em casa ocupados na limpeza dos armários ue você não sabia antes como era conduzida Convém não responder aos olhares interrogativos deixando crescer por instantes a intensa expectativa ue se instala Mas não exagere na medida e suba sem demora ao uarto libertando aí os pés das meias e dos sapatos tirando a roupa do corpo como se retirasse a importância das coisas pondo se enfim em vestes mínimas uem sabe até em pêlo mas sem ferir o pudor o seu pudor bem entendido e aceitando ao mesmo tempo como boa verdade provisória toda mudança de comportamento Feito um banhista incerto assome depois com sua nudez no trampolim do patamar e avance dois passos como se fosse beirar um salto silenciando de vez embaixo o surto abafado dos comentários Nada de grandes lances Desça sem pressa degrau por degrau sendo tolerante com o espanto coitados dos pobres familiares ue cobrem a boca com a mão enuanto se comprimem ao pé da escada Passe por eles calado circule pela casa toda como se andasse numa praia deserta mas sempre com a mesma cara de louco ainda não precipitado e se achegue depois com cuidado e ternura junto à rede languidamente envergada entre plantas lá no terraço Largue se nela como uem se larga na vida e vá fundo nesse mergulho cerre as abas da rede sobre os olhos e com um impulso do pé já não importa em ue apoio goze a fantasia de se sentir embalado pelo mundo Tomara ue uando ele partir descubram trocentos livros não publicados e os publiuem 0 Esse livro curtinho do Raduan Nassar foi lido no embalo de Lavoura Arcaica e Um Copo de Cólera lendo no momento e ainda bem ue o fiz dessa forma porue isoladamente ele não parece ter tanto brilho Das breves histórias a única ue achei mais ou menos memorável foi Menina a Caminho mesmo e talveeeeez a O Ventre Seco E é só isso mesmo ue tenho para comentar desse livro para ser lido em meia sentada na edição portuguesa da Cotovia datada de 2000 é dito ue o autor há mais de 20 anos abandonou a produção literária dedicando se exclusivamente à actividade rural Pois aí está Foi o melhor ue ele fez Espero ue esteja feliz mais feliz do ue os seus ainda leitores Menina a Caminho o conto ue dá título a este volume marcou a estreia de Raduan Nassar na literatura na década de 60 Ao acompanhar os passos da menina ue caminha pelas ruas de uma peuena cidade do interior o leitor observa com olhar de espanto infantil as situações corriueiras da ida de rua encaminhando se inevitavelmente para um desfecho imprevisível Escrito no início dos anos 60 este conto acaba por constituir uma espécie de pano de fundo para os textos ue se lhe seguiram na obra do autor Além dos contos ue compunham a primeira edição da colectânea a presente edição apresenta dois cointos Monsehores e O Velho e um ensaio A Corrente do Esforço Humano nunca antes publicados em Portugal

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *